9.10.2009

Mandacaru quando fulora na seca…

Sem categoria

O título do post anterior foi sugestivo, mas nao vou dizer que me inspirou nesse, porque é mentira, e como mentira tem pernas curtas…

 Esse é só uma feliz continuaçao da parceria de sucesso.

A Mandacah é um ateliê de moda no sertao da Bahia, em Brumado. Tem Adriana Meira (ela mesma do ensaio ali embaixo) e Talita Tanajura na direçao. Mandacah vem Mandacaru e quando ele fulora na seca, é sinal que a chuva chega no sertao…. e chegou! Timidamente, mas justo no dia do ensaio que antecedia o carnaval.

Eu tinha acabado de comprar minha câmera novinha, linda, pretinha, robusta, invocadinha e cheeeeeia de botoes que eu nao sabia em 20% pra que servia (nao gosto de ler manual, eu e a metade da torcida do flamengo, claro! Êh mengao! – bom, nao gosto, mas leio a muito custo. Leio, sim! O do flash, por exemplo, é super complicado e eu li todinho (mando bem, mas tô com ele desde 2007), e ainda assim, volta e meia peço ajuda aos colegas fotógrafos que adoram manuais e sacam tudo da técnica. Mas voltando ao assunto, já sendo prolixa (coisa que detesto, mas escrever é complicado, querido leitor.  Viu? Já te chamo de querido…e de leitor! Acho que amanha vou avisar meus colegas redatores lá da agência, para terem cuidado comigo, porque estou pegando gosto pela coisa e do jeito que adoro me meter em tudo…há há há….)…mas vamos lá. De volta ao fato da minha vida fotográfica!

Pois bem…era uma tarde de sexta-feira e o ensaio estava marcado para às 15h.

Minha Nikonzinha querida estava doida pra ser inaugurada. E a felizarda da hora foi: Nina Machado (gente, que mulher linda e sem noçao da beleza que tem).

Quando cheguei, Nina estava sendo maquiada e poucos minutos depois começamos a clicar. O cenário nao estava muito rico, pois havia um único ambiente e o velho e bom problema da luz indo embora…e…anda! corre pra rua…volta pra casa…troca de roupa… pega a sombrinha…tá molhando…o chuvisco voltou!

É sempre assim: exaustao! Um cansado bom, de realizaçao.

Nina produzida, Josie fotografando, Adriana e Talita com roupas, sombrinhas, making of em açao.

Como é fácil mexer com o lúdico. Interessante como as pessoas se sentem curiosas e especulam o novo.  E era só uma parede sem reboco no outro lado da rua. Charmosa e fotogênica, mas uma parede que ningém dava valor.

O ensaio terminou no limite da luz do dia e com Sao Pedro só esperando nosso sinal de “pode começar, Santo…” Mas era só o começo pra mim.

A cliente/parceira precisava das fotos para o dia seguinte (alô, Mandacah! Help…mais tempo!) e eu viajaria às 5h da matina, pra aproveitar meu carnaval na praia quase deserta. Computador travando de 5 em 5 mim. Corro pra casa do meu irmao que tem um mega computer pra ediçao (ainda bem pra mim). Descarrega fotos, processa, edita tudo, salva em mídia, telefone que nao pára, sobrinha que quer atençao, cunhada que chama pro café, mae que telefona perguntando que horas acabaria. Luta contra o tempo.

Nao me lembro exatamente a hora que acabei. Mas me lembro que já nao era eu…fechava os olhos e via um monte de Josinhas em cada pixel…toda fragmentada, toda em pedacinhos…mas acabei!

Foi deixar a mídia na casa da minha mae, para que a Mandacah pegasse no dia seguinte, porque, pra minha sorte, a madrecita só viajaria no sábado. Troca de torpedos durante a viagem pra avisar pegassem com a dona mae, chamadas quando tinha sinal, pra saber se estava tudo bem, se estavam satisfeitas e felizes.

Inquieta e enérgica. Dou nó em pingo d´água quando se trata de composiçao, de fotografia. Contorcionista circense perde feio pra mim. Auto-crítica, perfeccionista e exigente (comigo e com minha equipe). Quem trabalha comigo, sabe. E no final, dá tudo certo…

Esse foi primeiro de muitos ensaios. Além de parceira, sou cliente e fa da Mandacah, e vamo que vamo!!!

(Estou escrevendo de um computador com teclado em espanhol, que nao tem o “til”. Nao é descuido, falta de atençao, ou qualquer forma de inventar uma linguagem internética – já que está na moda. E por falar em moda, disso eu entendo…porque fico ligada em tudo, o que ajuda nas minhas produçoes, convivo com as meninas da  Mandacah e visto a marca. Ahhhh, lembrei! Teve um dia que…..ôps! Basta, Josie Cunha. Guarde conteúdo para os próximos. Com vocês: Nina Machado, vestindo Mandacah!)

Um comentário

  1. Binho disse:

    Esse ensaio deve ter sido no mínimo divertido: clientes ansiosas, fotógrafa elétrica, modelo tímida, e chuva pra testar todo mundo. Mas no fim deu certo, e como.

    Muito bem, mulher, muito bem!
    rs


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

© Todas as fotos são protegidas pelo art. 7., inc. VII, da Lei 9610/98 de Direitos Autorais. Nenhuma foto que consta neste site pode ser reproduzida sem autorização prévia. Quer publicar? Entre em contato!

aB